Sobre Macaé

Cidade de Macaé

Macaé é uma cidade do estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Possui uma área total de 1 215,904 km².

As ligações da sede municipal são feitas por duas rodovias e uma ferrovia. A RJ-106 percorre todo o litoral, de Rio das Ostras a Carapebus, atravessando o centro da cidade. A RJ-168 corta o município de leste a oeste, acessando a BR-101, que alcança Conceição de Macabu, ao norte, e Rio das Ostras, ao sul. Com apenas um pequeno trecho asfaltado, a RJ-162 tem um traçado pelo interior, alcançando Trajano de Moraes, ao norte e Casimiro de Abreu, ao sul.

A ferrovia, que liga o Rio de Janeiro ao Espírito Santo, é usada quase que exclusivamente para transporte de cargas.

Macaé está localizada a uma latitude de -22º22'33" e longitude de -41º46'30" e faz divisa com as cidades de Carapebus, Conceição de Macabu, ao Norte; Rio das Ostras e Casimiro de Abreu, ao Sul; Trajano de Moraes e Nova Friburgo, a Oeste; e com o Oceano Atlântico, a Leste.

Contando com 23 quilômetros de litoral, o clima é quente e úmido na maior parte do ano, com temperaturas que variam entre 23°C e 38°C, amplitude térmica considerável, ocasionada pela troca de ventos entre o litoral e a serra, relativamente próximos. É também conhecida como "A Princesinha do Atlântico", "A Capital do Petróleo Brasileiro" ou "Moreninha", como é chamada pela população macaense.

Economia

Desde a década de 1970, quando a Petrobras escolheu Macaé para sediar sua sede na Bacia de Campos, a cidade deu um salto de crescimento. Mais de quatro mil empresas se instalaram no município e a população foi multiplicada por dez - hoje são mais de 200 mil habitantes. Surgiram hotéis de luxo e uma série de empreendimentos do setor de serviços, principalmente no ramo de restaurantes. O turismo de negócios aumentou.
O petróleo é maior força econômica de Macaé. Nos próximos dois anos, a meta da Petrobras é produzir 2 milhões e 200 mil barris de óleo por dia. Até 2010, a Petrobras investiu US$ 25,7 bilhões na Bacia de Campos, o equivalente a 80% dos recursos da empresa em Exploração e Produção para todo o país.

O município tem a maior taxa de criação de novos postos de trabalho do interior do estado, de acordo com pesquisa feita pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan): 13,2% ao ano.

A economia da cidade de Macaé cresceu 600% desde 1997. Um levantamento elaborado em 2007 pelo IBGE demonstrou que o Produto Interno Bruto (PIB) per capita da cidade é de R$ 36 mil/ano, 200% maior do que a média nacional. O município atrai empresas de todo o país e do mundo: a cidade recebeu recentemente quatro hotéis de luxo (Blue Tree, Sheraton, Confort e Royal ).

Pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) apontou a cidade como a que mais se desenvolveu na última década no eixo Rio-São Paulo. Por sua ótima economia, Macaé foi eleita pelo jornal A Gazeta Mercantil como a cidade mais dinâmica do estado, levando em consideração o Índice de Desenvolvimento Humano.

Em 2004, a Fundação Getúlio Vargas apontou Macaé como a segunda melhor cidade brasileira para se trabalhar. A cidade também recebeu o título de Município Amigo da Criança, em reconhecimento às ações nas áreas de educação e saúde. O prêmio foi dado pela Organização Pan-Americana de Saúde.

Macaé sedia a Brasil Offshore, feira que reúne quase 500 empresas do setor de petróleo de 50 países. A feira é realizada no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, o segundo maior do estado, construído em uma área de 110 mil metros quadrados no bairro São José do Barreto.

O crescimento trouxe (e ainda traz) também milhares de pessoas de outras regiões do país, em sua grande maioria sem qualquer qualificação profissional, que esperavam encontrar trabalho farto. Porém, a realidade é que a oferta de empregos é grande para quem tem boa qualificação profissional, sendo exigência mínima, quase sempre, o domínio da língua inglesa. Esses migrantes ajudaram a aumentar enormemente o tamanho e a quantidade de favelas na cidade, sob os olhos complacentes e assistencialistas dos seguidos governos municipais durante os quais a migração ocorreu.
Além disso, Macaé ganhou, em 11 de Setembro de 2008, o Shopping Plaza Macaé, um shopping que, por possuir lojas importantes, incluindo grandes franquias internacionais. Este shopping, ao oferecer mais opções de comércio para a cidade e região, cria a expectativa de maior desenvolvimento para a economia da cidade.

Educação

Um dos maiores empreendimentos universitários vem sendo realizado no munícpio norte-fluminense de Macaé. Com uma parceria entre a FUNEMAC (Fundação educacional de Macaé) e UFRJ, foram instituídos cursos de grande magnitude na cidade, entre eles medicina e enfermagem.

O que chama a atenção foi a forma como a Universidade Federal do Rio de Janeiro foi se alocar em Macaé. Depois de lutas intensas, foi fundado o NUPEM (Núcleo de Pesquisas Ambientais de Macaé), que além de ser uma das unidades acadêmicas da UFRJ, tornou-se referência na região sudeste em termos de pesquisas nas áreas ambientais e bioquímicas.

Ainda há muito a crescer, mas os avanços conseguidos até então já transformaram a iniciativa da maior universidade pública do país em motivo memorável de exaltãção. A parceria entre a UFRJ e Macaé continua, precisando haver ainda crescimento no interesse das autoridades macaenses em transformar a UFRJ-Macaé em referência de ensino. Aos alunos as glórias, pois são precursores do maior e melhor crescimento da UFRJ fora da cidade do Rio de Janeiro.

O Campus Macaé do Instituto Federal Fluminense (antigo CEFET Campos) encontra-se às margens da Lagoa de Imboassica, uma localização contemplada com a proximidade de empresas e multinacionais ligadas ao setor petrolífero. Por sua referência em educação, a instituição atende à comunidade local e a municípios vizinhos.

Em 1987, a Prefeitura de Macaé doou o terreno de 51 mil m² e, após convênio firmado entre MEC/SEMTEC e a Petrobras, deu-se início à construção do prédio com total responsabilidade financeira dessa estatal. No dia 29 de julho de 1993, o prédio foi inaugurado e as atividades escolares iniciadas em 30 de agosto do mesmo ano, Escola Técnica Federal.

Inicialmente, abrigou dois cursos técnicos integrados ao ensino médio, Eletrônica e Eletromecânica, com o total de duzentos e setenta alunos. Hoje, quinze anos depois, conta com cursos em vários níveis de ensino, além dos convênios e parcerias que visam à qualificação profissional na região.

Para homenagear a comunidade de moradores desta maravilhosa cidade, o Encontra Rio de Janeiro criou o Encontra Macaé.

Notícias de Macaé

Blog do Guia da Cidade de Macaé

Receba notícias por e-mail
Cadastre-se e receba notícias de Macaé por e-mail
 

Limites - Cidades Vizinhas

Carapebus, Casimiro de Abreu, Conceição de Macabu, Nova Friburgo, Rio das Ostras e Trajano de Moraes

Dados Principais sobre Macaé

Aniversário: 29 de julho
Fundação : 1813
Gentílico: macaense
Area: 1 215,904 Km²
População 212 433 hab. (2010)
IDH 0,790 - médio
Prefeitura Macaé

Brasão de Macaé
Brasão de Macaé

Bandeira de Macaé
Bandeira de Macaé

Vídeo sobre a Cidade de Macaé
Veja mais vídeos sobre a Cidade de Macaé

Mapa de Macaé

 

Moradores ilustres de Macaé

 

 


  Sobre o EncontraMacaé
Fale com EncontraMacaé
Anuncie no EncontraMacaé
Cadastre sua Empresa no EncontraMacaé (grátis)



Termos EncontraMacaé | Privacidade EncontraMacaé

Bandeira de Macaé